1 items tagged "políticas públicas"

Resultados 1 - 1 de 1

ATIVIDADE REALIZADA EM 2014

Category: Principais ações
Criado em Quinta, 13 Novembro 2014 23:20

MARCAS DO CÁRCERE EM MULHERES SENTENCIADAS NO REGIME PENAL DO DF: UMA EXPERIÊNCIA RESSOCIALIZADORA DIANTE DAS PRÁTICAS DE VIOLÊNCIA SIMBÓLICA E METAFORIZARÃO  DA CIDADANIA.  
Souza, J.n. - Estudante de Psicologia - UDF
FERNANDO, Luis - Professor de Psicologia Comunitária - UDF
PORTELA, Flavia Portela - UNB
ano 2014

RESUMO
Trata-se de uma experiência psicossocial em práticas integrativas e ressocialização na Penitenciária do DF. Composta por laboratório de artes cênicas: dinâmicas, sensibilização e exercícios de expressão criadora. Gregory, Foucault e Freire indicam a naturalização da violência simbólica e da metaforização da cidadania nas políticas públicas. O objetivo é oportunizar as vivências dos modos de sentir/pensar das detentas analisando uma experiência de reinserção social em EJA através de práticas de terapia comunitária. Destaca a escuta, o diálogo, a gestualidade e o corpo no processo de expressividade do feminino - percepções que compõem a diversidade, a leitura e fatores físico-emotivos decorrentes do sofrimento psíquico provocado pelo encarceramento. Enquanto fenômeno de saúde pública, as práticas integrativas na terapia comunitária refletem problemáticas contemporâneas presentes nas interações entre atendimento psicossocial e ressocialização: formação multirreferencial e intersetorial. Cada detenta é orientada a partir das diferentes modalidades do ‘ser feminino’. As turmas vão desde a problematização cênico-dramática de situações cotidianas comunitárias até os estigmas da inserção social – família, violência doméstica e justiça. Demonstra a expressividade do corpo no cárcere – modos de ser e estar de mulheres presas. Através da pesquisa participante realizou-se: vivências em aulas no presídio; estudos de gênero e processos histórico-culturais; modelo das políticas de reinserção das apenadas. Propõe experiência ressocializadora em práticas integrativas sobre a visibilidade do feminino no cárcere numa perspectiva de democratização do conhecimento acadêmico e científico - alcances psicossociais, intersetorialidade, autonomia e participação.

Palavras-chaves: gênero, ressocialização, violência simbólica, políticas públicas, educação nas prisões.